Conheça 4 cuidados que uma retífica de motor para caminhão deve tomar

Atualizado: Nov 6

Quem encara a rotina das estradas sabe que os caminhões estão sempre transportando grandes quantidades de cargas por longos períodos de tempo. Nesse sentido, é natural que a frequência de cuidado com o motor desses veículos de grande porte seja maior se comparada com a dos carros de passeio, exigindo mão de obra especializada e equipamentos específicos — especialmente quando falamos do trabalho envolvido na retífica de motor para caminhão!

Isso porque, para garantir o funcionamento indicado, é indispensável que a retífica tenha conhecimentos adequados sobre os componentes do bloco do motor. Aqui, falamos de aspectos técnicos como compressão dos pistões, resistência dos eixos de comando, velocidade e pressão sobre as válvulas e os anéis de pistão e todos aqueles detalhes que, em conjunto, são capazes de afetar diretamente o desempenho do veículo.


Mas as retíficas não são todas iguais?


Não mesmo! Quem trabalha com a retífica de motores sabe que essa atividade envolve o cumprimento de diversos protocolos e exigências técnicas que mudam de motor para motor. Questões como precisão nas medidas, alinhamento das peças e até mesmo torque no aperto dos parafusos são levadas muito a sério, principalmente quando o serviço é realizado em caminhões e outros modelos de grande porte.

A gente explica: motores de carros, em especial quando utilizados em veículos de passeio, possuem uma estrutura bem diferente dos motores de caminhão, sendo voltados especificamente para tarefas simples e práticas do dia a dia. Isso quer dizer que, ainda que possam carregar certa quantidade de pessoas e de peso em seu interior, suas particularidades não se comparam com as de um caminhão ou ônibus, por exemplo.

É por isso que, em uma retífica de motor para caminhão, as análises de desgaste, pressão e compressão dos componentes são tão importantes. Basta considerar que, enquanto um eventual desalinhamento dos pistões ou das válvulas pode demorar a se manifestar em veículos leves, tudo acontece de forma mais agressiva nos motores pesados — o torque mais alto deixa o cabeçote mais suscetível a acidentes e danos graves quando peças e componentes são mal instalados.

Além disso, não é novidade que muitos caminhões enfrentam estradas em condições bastante precárias mundo afora e, justamente por isso, precisam de visitas mais constantes a oficinas e retíficas, tanto para prolongar a vida útil do veículo e seus componentes quanto para garantir a segurança do motorista!




Os diferenciais de uma boa retífica de motores para caminhão

Assim como em qualquer outro modelo de negócio, garantir o sucesso da retífica de motor para caminhão exige que diversas boas práticas sejam adotadas e, claro, depende de uma gestão eficiente. E como queremos ajudar você a conquistar seus clientes e a melhorar o faturamento, separamos algumas dicas valiosas que podem ajudar o seu negócio a decolar! Confira:


1 – Operar com equipamentos adequados

Manter o bom funcionamento de uma retífica de caminhões sem os equipamentos adequados é praticamente impossível! Blocos de motor e cabeçotes de veículos pesados, por exemplo, não podem ser erguidos e removidos com os mesmos equipamentos utilizados para trabalhar com carros leves. O mesmo vale para pistões, alargadores de guias e sedes de válvulas. Lembre-se: há uma ferramenta correta para cada aplicação!


2 – Trabalhar com fornecedores de confiança

De nada adianta ter uma oficina super moderna e com equipamentos de última geração se o seu fornecedor não for capaz de atender você com peças de reposição de qualidade! Aqui, é fundamental escolher um parceiro de confiança, que tenha certificações, ofereça peças com garantia de procedência e, assim, contribua para o crescimento do seu negócio!


3 – Contar com funcionários capacitados

Capacitação e experiência nem sempre caminham de mãos dadas. Sua retífica não precisa, necessariamente, ter um funcionário que atue há muitos anos no ramo, mas é indispensável contar com pelo menos um colaborador que tenha conhecimento, estudo e especialização quando o assunto é a mecânica e a retífica de motores pesados!


4 – Investir na estrutura física

Diferentemente dos estabelecimentos que só trabalham com veículos leves, a retífica de motor para caminhão exige espaço! É preciso oferecer um ambiente coberto, com altura e largura suficientes para que tanto seus clientes quanto seus colaboradores possam manobrar e trabalhar. Afinal, um ambiente pequeno também pode limitar a quantidade de clientes atendidos.


Na Bodipasa você encontra a maior variedade de peças de reposição, clique aqui e entre em contato conosco.


Fonte: BLOG - Riosulense



60 visualizações

© 2020 Bodipasa | Todos os direitos reservados | TI

Segunda a Sexta: das 8h às 18h  | contato@bodipasa.com.br

Bodipasa Bombas Diesel Paulista Ltda

CNPJ: 01.097.783/0001-36

77085-logo-whatsapp-computer-icons-png-f